O projeto “H-QUALITY” tem como objetivo central a criação e implementação de um modelo de certificação específico para os Hotéis Rurais, elevando os seus níveis de serviço para padrões de excelência ao nível da qualidade dos serviços, de forma, a corresponder perante as expectativas do mercado nacional e internacional.

Atividades

Atividades desenvolvidas no âmbito do projeto H-Quality

1º Objetivo Estratégico

Qualificação dos Hotéis Rurais, com vista à uniformização do setor
Pretende-se com este projeto reforçar as competências estratégicas dos hotéis rurais de Portugal, no sentido de uniformizar a qualidade dos seus serviços, através da criação de um modelo de certificação dos hotéis, que permita garantir um nível de qualidade elevado e constante nos hotéis, funcionando com uma coleção de requisitos que visam determinar a performance do Hotel, em aspetos chave ao seu funcionamento e simultaneamente conduzir ao pressuposto da melhoria contínua.

Ler mais

2º Objetivo Estratégico

Valorização da oferta nacional
Com a criação do modelo que permite a certificação dos Hotéis Rurais, pretende-se atribuir e reconhecer valor às unidades aderentes, através de um modelo que não é estático, mas antes permite a ascensão a níveis de excelência. A valorização dos Hotéis Rurais é a base para sustentar a sua promoção e consequente aumento da atividade, baseado na melhoria da sua notoriedade a nível de serviço. 

Ler mais

O que certificar?

Gestão

Avaliar a capacidade do Hotel ao nível da gestão e capacidade para atingir resultados. Orientar a gestão do Hotel para a eficácia da gestão a nível organização, financeiro, resultados, definição de objetivos de gestão e controlo de indicadores.

Processos

Avaliar o Hotel ao nível dos seus processos operacionais (receção, reservas, refeições, quartos, serviço, etc.) e de suporte (compras, agências, etc.), ou seja, a sua capacidade para operar de forma eficaz.

QUALIDADE DOS SERVIÇOS

Avaliar o Hotel ao nível da prestação dos serviços ao cliente; avaliar a qualidade e disponibilidade de serviços do Hotel, a capacidade de gerar satisfação dos clientes, dar resposta a necessidades, solicitações e reclamações.

RECURSOS HUMANOS

Avaliar a capacidade do hotel identificar, formar e deter os recursos humanos necessários à sua atividade operacional.

INTEGRAÇÃO COM O MEIO RURAL E IMPACTO AMBIENTAL

Avaliar a capacidade do Hotel manter uma relação equilibrada com o meio rural em que se encontra inserido. 

 

Quer conhecer melhor o projeto?

Se ficou curioso ou com alguma dúvida sobre o projeto, temos uma equipa ansiosa por falar consigo!

10 desafios globais para uma estratégia a 10 anos

PESSOAS

Promover o emprego, a qualificação e valorização das pessoas e o aumento dos rendimentos dos profissionais do turismo.

COESÃO

Alargar a atividade turística a todo o território.

CRESCIMENTO EM VALOR

Ritmo de crescimento mais acelerado em receitas vs dormidas.

TURISMO TODO O ANO

Alargar a atividade turística a todo o ano, de forma a que o turismo seja sustentável.

ACESSIBILIDADES

Garantir a competitividade das acessibilidades ao destino Portugal e promover a mobilidade dentro do território.

PROCURA

Atingir os mercados que melhor respondem aos desafios de crescer em valor e que permitem alargar o turismo a todo ano e em todo o território.

INOVAÇÃO

Estimular a inovação e empreendedorismo.

SUSTENTABILIDADE

Assegurar a preservação e a valorização económica sustentável do património cultural e natural.

SIMPLIFICAÇÃO

Simplificar a legislação e tornar mais ágil a administração.

INVESTIMENTO

Garantir recursos financeiros e dinamizar o investimento.

 

 

Search